Atração de talento jovem, parte III - Quick Learnings

No que diz respeito à atração de talento jovem sabemos que tanto podem existir coisas que podem correr mal, como outras que podem correr bem, por esse motivo há aprendizagens que devemos retirar.

Quick Learnings

  • Encontre a fórmula que faz mais sentido para o contexto da sua Organização. É preferível um programa de acolhimento de poucos talentos jovens altamente alinhados com a cultura que têm um acompanhamento próximo e estão a fazer aquilo que efetivamente gostam, do que ter um Programa de Trainees em que recruta dezenas de “os melhores”, mas onde os riscos são muito superiores (ver ponto 1);
  • Defina o perfil a recrutar em função da Cultura da Organização, sem seguir critérios rígidos de elegibilidade que em nada o diferenciam das outras empresas do mercado. Não existem fórmulas de sucesso para recrutar talento jovem. O efeito de ter colaboradores alinhados com o ADN da empresa tem vários benefícios indiretos que devem ser explorados e que não estão correlacionados com o estabelecimento de ensino onde a pessoa estudou.
  • Comunique as características do programa de forma objetiva e com aderência à realidade. É sempre melhor surpreender do que desiludir;
  • Alinhe a proposta de valor da Organização de acordo com o Sistema de valores das novas gerações. Mostre a cada colaborador como a função que desempenha contribui para o negócio como um todo e dê um sentido de propósito aos projectos em que estes jovens talentos venham a ser envolvidos;
  • Envolva os atuais colaboradores da empresa no acolhimento e acompanhamento destes jovens talentos. Projectos de mentoring e reverse mentoring poderão ter um impacto muito positivo na motivação e envolvimento de todos os colaboradores;

Pedro Hipólito

Caso precise de mais informações sobre o tema, fale connosco.